“É a nossa luz, não nossa escuridão que mais nos assusta.

Nosso medo mais profundo não é de sermos inadequados.

Nosso medo mais profundo é de sermos poderosos além da medida,

Mas brincar de ser pequeno não serve ao mundo.”

Coach Carter

segunda-feira, 20 de junho de 2016

abstinência

alguns escrevem para viver, outros escrevem para não morrer, sabe?
afasta a loucura, te ajuda a explodir um pouquinho de cada vez, sem se queimar e sem desaparecer

eu? eu não sei exatamente porque eu escrevo
talvez para não ficar louco mesmo
talvez para compensar minha inabilidade para outras coisas na vida
talvez para contrapor a imagem que muitos fazem de mim
talvez para impressionar alguém específico
talvez só para o passar o tempo mesmo, tentando me conhecer melhor

eu não escrevo quando tenho que sentar na frente do PC e ficar pensando no assunto
eu escrevo quando estou sufocado
quando quero dizer algo e não tenho outra possibilidade de me expressar
escrevo quando estou muito mal, quando estou muito bem
quando tento preencher o vazio que sinto no peito com devaneios aleatórios

mas o que deveria ocupar esse vazio de forma integral já que essas palavras são meros analgésicos?
paixão... sim... PAIXÃO!
preciso confessar que sou viciado em me apaixonar
sou viciado na sensação de queda livre
viciado em pular de um avião e torcer para que o chão nunca chegue

li certa vez que, caso fosse possível, pular em um buraco que atravessasse a Terra ao meio, a pessoa cairia por 20min até parar e começar a cair novamente no sentido contrário e iria perdendo velocidade até se estabilizar no centro.
talvez seja isso que eu espere encontrar.

alguns são viciados em drogas, álcool, cigarros...
eu sou viciado em alguma "você"
qualquer você que seja, que me dê a sensação de queda livre
alguma você que me faça escrever e pensar num futuro breve, num futuro distante
num futuro qualquer

cada pessoa utiliza uma energia para continuar seguindo em frente.
alguns sonham com dinheiro, viagens, carros e joias...
mas eu? eu sonho com breves períodos a cada "você"
sonho um sonho qualquer que te envolva e nos leve a algum lugar
Veneza, Milão, Contagem.... R1, 1000RR, Shineray... Medicina...

compreende?

mas a cada sonho, um baque de realidade
o chão, cada vez maior, a queda cada vez mais rápida
bum!
eu caí de novo. me deito em posição fetal, penso em você, escrevo sobre você
depois limpo o sangue no canto da boca e procuro uma nova você

algum dia isso vai terminar, algum dia encontrarei a garota que chamarei de "fenda impossível cruzando o centro da Terra"
um dia vou encontrar a garota que vai apaziguar minha paixão e me manter por amor
vai curar meu vício... ou me manter cativo com pequenas doses.
A minha traficante.

a chamarei de minha, mesmo sabendo que na verdade eu sou dela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário