“É a nossa luz, não nossa escuridão que mais nos assusta.

Nosso medo mais profundo não é de sermos inadequados.

Nosso medo mais profundo é de sermos poderosos além da medida,

Mas brincar de ser pequeno não serve ao mundo.”

Coach Carter

domingo, 7 de junho de 2015

existência (Lado B)

me sinto mal com a vida.

quando me formar em medicina, vou fugir
andar sem rumo
ficar assim alguns anos
conhecer lugares diferentes
subexistir
comer, beber, dormir, trabalhar o mínimo e me dedicar a entender tudo isso
uma mochila, alguns livros que barganhar pelo caminho
e a leve loucura que estará sempre em mim

talvez eu ajude as pessoas
talvez não
talvez eu encontre uma resposta
talvez não
talvez eu me canse e volte, trabalhe, ganhe algum dinheiro, conheça uma jovem que me faça bem, tenha filhos, envelheça com ela e morra
talvez não
talvez só fique longe de tudo isso e definhe na solidão
talvez eu me deite hoje e acorde amanhã com outra ideia

ratos, ratos e ratos
tolos
vivendo para morrer
vivendo sem saber que já estão mortos
vivendo.
existindo
solitários em bando
anestesiados
sorridentes e apaixonados

as palavras já não me bastam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário