“É a nossa luz, não nossa escuridão que mais nos assusta.

Nosso medo mais profundo não é de sermos inadequados.

Nosso medo mais profundo é de sermos poderosos além da medida,

Mas brincar de ser pequeno não serve ao mundo.”

Coach Carter

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Benção natalina

Quanta falta eu sinto de um trago.
Pelo menos tenho meu vinho, quente, para aquecer meu peito, gelado.

Quem eu me tornei afinal?
Um dia você se cansa de apanhar da vida e se torna um dos que batem.
Diz verdades que todos tentam fugir, paga fortunas para entrar numa briga.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

3 ou 4 fracassos

Mais uma noite fracassada em escrever algo bom.
Talvez meu "dom" não seja meu, mas das pessoas ao meu redor.
Talvez eu nada mais seja do que um tradutor do que eles me passam.

Nunca fui muito bom em sentir mesmo, fantasio mais do que sinto.
Mas fantasiar sozinho não é fácil, quem dirá, então, sentir.

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

dias difíceis

ultimamente as coisas têm sido difíceis por aqui

eu lutei o ano todo por algo, entende? eu lutei de verdade,
mas agora me sinto vazio como um saco plástico que enchemos de ar.

o medo, a dúvida, o buraco escuro que você não sabe se deve pular.
são tantas coisas para uma pessoa tão jovem.
tantos "e se?"

terça-feira, 27 de outubro de 2015

meu desarrumado.

eu preciso escrever, mas é tanta coisa junta que não dá pra começar sem antes organizar.
medo, raiva, saudade, amor, indiferença, angústia...
as vezes eu esqueço que sou humano e não tiro a minha armadura
no afã de proteger e cuidar tanto dos outros, negligencio meu próprio estado
ao mesmo tempo que protejo e cuido, machuco e me afasto.

palavras cruzadas

e agora você se vai de novo
uma vez a mais, talvez para sempre, como todas se vão.

tentaria te segurar, se eu pudesse, se eu tivesse forças, se eu quisesse, mas
eu prefiro te ligar desesperado na madrugada, pedindo para voltar

segunda-feira, 15 de junho de 2015

31 dias com ela

Cara,
foram exatamente 31 dias.
Estava aqui relendo todas as nossas conversas que se iniciaram com
"Tiraram as fotos pra ti? Se quiser tiro do meu caderno" no dia 05/03.

segunda-feira, 8 de junho de 2015

intervalo entre as agonias (Lado B)

e eu aqui
ainda escrevo pra você
escrevo e você nunca vai saber
jamais te mostraria o que tenho escrito

achei que as coisas deveriam acabar por falta de amor
nunca por amor demais

Algo para amar.

Tudo o que preciso é algo para amar.

Irônico falar isso, afinal, em toda a minha luta, estou sozinho.
Em todas as minhas conquistas, eu estive sozinho, e agora não é diferente.

Talvez estar sozinho faça de mim uma versão cada dia melhor,
Talvez eu me force a me superar a cada dia e vencer tudo e todos.
Quando você está sozinho, você não tem outra escolha a não ser vencer.

domingo, 7 de junho de 2015

existência (Lado B)

me sinto mal com a vida.

quando me formar em medicina, vou fugir
andar sem rumo
ficar assim alguns anos
conhecer lugares diferentes
subexistir
comer, beber, dormir, trabalhar o mínimo e me dedicar a entender tudo isso
uma mochila, alguns livros que barganhar pelo caminho
e a leve loucura que estará sempre em mim

Don't try.

Resolvi resgatar alguns poemas do meu lado B para esse blog. Na verdade não é um resgate, vou na verdade começar a publicar aqui o que antes só publicava lá.

Nada demais, coisas sem sentindo, sem regras, apenas a mais simples e pura essência da escrita impulsiva e explosiva. A escrita como deve ser. Pura expressão.

"se não vir estourando de você
apesar de tudo, não escreva.
a menos que isso saia de você sem permissão
do seu coração, da sua mente, e da sua boca
e seu âmago,
não escreva.
(...)
a não ser que saia
da sua alma como um foguete,
a não ser que isso faça-o
levar à loucura ou
suicídio ou assassinato,
não escreva.
a menos que o Sol dentro de você
queime seu âmago,
não escreva."

C. Bukowski


quarta-feira, 6 de maio de 2015

Querido Deus

"O silêncio que precede o estouro."

Eu odeio quando meu coração fica inquieto, angustiado. Sempre vem bomba.
Hoje acordei incomodado, mais do que o comum, e comecei a conversar com você.
Agradeci por tudo o que tenho e falei sobre essa garota. A garota.
Ela mudou muita coisa aqui dentro, fez um reboliço danado.

domingo, 19 de abril de 2015

Hoje.

"Vai dar certo."
É o que sinto toda vez que a vejo chegar.

"Vai dar certo."
É o que sinto toda vez que a vejo sorrir.

"Vai dar certo."
É o que sinto toda vez que ela "tipo".

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Divino Anjo Carnal.

"Às vezes você acha bondade no meio do inferno." C. Bukowski

Hoje eu acordei e ela estava aqui, ao meu lado.
Protegida nos meus braços, entregue, encolhida.
Cheiro de bebê, cheiro de perfume, cheiro dela.
Estava sorrindo e me observando dormir.

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Sobre ela.

Essa garota...
Ela mexe muito comigo. Mexe muito o tempo inteiro.
Me leva a acreditar em coisas que um dia já desacreditei.
Me leva a desacreditar em coisas que até então acreditava.

Essa garota...
Queria que você tivesse visto o sorriso dela pelos meus olhos.
Aquele sorriso tão próximo de mim. Aquele sorriso que adoro.

terça-feira, 7 de abril de 2015

Sr. Relógio

A vida tem dessas coisas.

O beijo que não é dado, a canção não composta, as palavras não ditas.
O carinho não feito, os sorrisos não dados, os olhares não trocados.

Mas de quando em quando encontros desencontrados acontecem.
Beijos que não deveriam ser dados, lábios que insistem em se tocar.
Você também consegue sentir o quão certo é tudo o que fizemos de errado?

sábado, 4 de abril de 2015

incoerente

hoje acordei atropelando pensamentos, regras, conceitos, doutrinas e morais, frases e estrofes. hoje acordei para errar em tudo o que pudesse, cometer todos os erros que evito nos dias normais. e hoje me perdi. hoje me encontrei no maior erro possível. hoje pensei em você. pensei enquanto beijava outra boca. imaginava insistentemente os seus lábios. o seu olhar tão próximo ao meu. seu sorriso no canto da boca. hoje senti nojo dos meus atos. hoje me flagrei tentando te flagrar digitar e apagar alguma mensagem algumas dezenas de vezes. e até disse não me interessar pelo que você publicava por ai. menti. hoje redescobri um fogo em meus olhos, mas não sei quanto tempo ele vai durar, e esse fogo me queima, assim como me aquece confortavelmente. tenho medo que ele se vá. hoje desejei, com culpa, você ao meu lado, seu corpo sobre o meu, ridiculamente sobre o meu, perfeitamente sobre o meu, carinhosamente sobre o meu. quis ser seu ninho. hoje eu quis você, e quis a chuva. quis a tempestade e o seu rosto se iluminando a cada relâmpago. quis beijá-la suavemente com a violência do temporal lá fora. hoje ouvi o silêncio em todas as vozes. li vazios em todas as mensagens. toquei o ar em cada abraço. cheirei meu próprio perfume em todos os cabelos. esperava encontrar você. hoje inventei verbos para tentar descrever tamanha loucura. desinventei antes de expressar. desloquei vírgulas. realoquei. desrespeitei os imortais. pedi perdão. pensei sobre a vida e a morte. pensei em você. me perdi, como se para sempre fosse, nesse erro contido. sem errar.

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Anjo da Guarda

Certa noite, provavelmente em uma das piores noites da minha vida, você apareceu na porta do meu quarto.
Devia ser aproximadamente 3h da manhã, e você estava lá, de pé, me olhando com ternura, sorrindo para mim, vestida de luz.
O meu quarto escuro se iluminava com a sua aura, o seu carinho. O seu olhar.

Balaio Emocional

Hoje parei e pensei e precisei escrever. Coisa que não faço a muito. Precisava por pra fora tantas angústias e tantas questões. Coisas que me cortam a garganta, que me atrapalham o sono, me ferem a alma, me deixam instável como uma estrela em seus últimos momentos de agonia.
Sair de casa, viver sozinho, me afastar dos meus pais. Será que independente de como você viva, você deixará mágoas?

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Eu. Egolátra.

Hoje eu acordei diferente, acordei e revi minha vida, meus passos.

Um dia eu nasci e eu já era eu, completo, forte, uma alma pulsante, viva.
Então eu chorei, mas sabia que chorar não me traria qualquer conforto.

Amanhã, serei uma versão melhor do homem que sou hoje.
Serei a atualização do homem que existe em mim.
Serei, a cada novo dia, um passo além do homem que nasci.