“É a nossa luz, não nossa escuridão que mais nos assusta.

Nosso medo mais profundo não é de sermos inadequados.

Nosso medo mais profundo é de sermos poderosos além da medida,

Mas brincar de ser pequeno não serve ao mundo.”

Coach Carter

domingo, 14 de novembro de 2010

Scooby...

A dor da perda é uma coisa estranha
É uma ferida sem remédio.
Não é uma cicatriz.
Não é uma ferida aberta.
Não é um sofrimento curado.

É algo que te incomoda para sempre.
É algo que dura pra sempre
Você sempre vai sentir um vazio
E não adianta bancar o forte e não chorar.

O choro te pega de surpresa quando você está sozinho
Ele vêm e te arrasa, transformando tudo em ruínas.
Você vai sofrendo aos poucos. Você nunca morre de chorar.
Você sofre a prazo, paga com juros e deve para sempre.

Você nunca mais terá aquele olhar amigo
Aquele latido chato mas que você sempre adorou
Aquela coisa linda pulando na sua perna
Te arranhando as canelas de felicidade com a sua chegada.

Cachorro é uma coisa estranha
No início ele é um objeto, que se torna um amigo
Depois de um tempo é como se fosse um irmão
E quando ele morre você tenta fingir que não notou.
Fingir que ele não era tão importante para você.
Mas a sua mente se enche de culpa,
E você nota que ele têm mais valor que você sempre achou.

Você chega em casa e percebe o silêncio,
Anda pelo quintal procurando algo que jamais encontrará
Espera pelo seu pequeno que nunca vai voltar
Implora por dentro para que ele apareça
Fica sempre aquela esperança de que seja apenas um sonho ruim
E que ele vai voltar correndo com aquele olhar arredondado.
Mas no fundo você sabe que o tempo não volta.

Sentirei para sempre a sua falta meu amado Scooby.

Nenhum comentário:

Postar um comentário