“É a nossa luz, não nossa escuridão que mais nos assusta.

Nosso medo mais profundo não é de sermos inadequados.

Nosso medo mais profundo é de sermos poderosos além da medida,

Mas brincar de ser pequeno não serve ao mundo.”

Coach Carter

domingo, 14 de novembro de 2010

Scooby...

A dor da perda é uma coisa estranha
É uma ferida sem remédio.
Não é uma cicatriz.
Não é uma ferida aberta.
Não é um sofrimento curado.

sábado, 30 de outubro de 2010

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Zzyzx Rd.

Coltec...





Olá, estou tendo problemas para dormir.
Dormir no sentindo de fechar os olhos e encontrar a paz
Dormir no sentindo de fechar os olhos e saber que o dia acabou.
Mas agora vivo dias em sequência.
Um dia se torna o próximo, e o anterior é misturado.
E no meio de toda essa bagunça eu me perdi no tempo.
Não estou no futuro, pois ele nunca chega.
Não estou no presente, que sempre passa.
Não estou no passado, que sempre me lembro.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

sábado, 16 de outubro de 2010

Desejo...


Vontade louca de beijar seus lábios
Tocar o seu rosto
Ouvir sua respiração

Desejo...
Teus lábios macios e rosados
O néctar dos Deuses que escorre de tua boca
O gosto que não se descreve
O beijo que jamais esquecerei

Ciclo da Vida


    Nascimento: Somos apenas nós mesmos, sem pudor, sem regras, exercendo simplesmente a nossa vontade de viver. Nós temos um propósito, uma vontade, um motivo de viver. Queremos descobrir tudo sobre tudo sem saber que quanto mais sabemos, mais idiotas, ridículos e tolos ficamos. Buscar respostas, saber o porque disso, a causa daquilo, é o que nos move, nos leva em frente.

Sozinho na Escuridão

Passos largos e pesados,
Desconexos e confusos,
Sem rumo e sem direção
Afinal não tenho onde ir
E ninguém a encontrar

Fronteira do Amar

Eu já amei
Amei muito
Amei demais

Fui além dos meus limites
Amei mais do que qualquer homem poderia amar uma mulher
Amei além dos limites humanos
Talvez tenha passado o limite divino

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Loucura Pessoal

Me sinto solitário
Sentado neste vagão de trem
Sozinho como nunca estive antes.

O vento toca minha face,
Minha vida escorre pelos meus olhos,
Lágrimas que guardavam as últimas lembranças.
Sou tão vazio quanto o lugar em que estou.